..::data e hora::.. 00:00:00

Saúde

Com cerca de 11 mil pessoas na fila, mutirão de cirurgias eletivas deve operar 14 pacientes na Fundhacre

Mutirão será feito nessa terça-feira (7) com 14 pacientes de Sena Madureira. Cirurgias são de hérnia e vesícula

Com cerca de 11 mil pessoas na fila de espera, a Fundação Hospitalar do Acre (Fundhacre), em Rio Branco, organiza um mutirão de cirurgias eletivas nesta terça-feira (7). Quatorze moradores de Sena Madureira, interior do Acre, vão ser operados de vesícula e hérnia.

Os pacientes começam a dar entrada na unidade pela parte da manhã e os procedimentos serão feitos no decorrer do dia. A previsão é de que no próximo dia 11 outro grupo de 14 pacientes seja operado na unidade para tentar reduzir a fila.

“No decorrer do mês temos a previsão de atender um ou dois grupos. Até novembro vamos estar fazendo um sequencial, só de Sena Madureira são 184 pacientes. Já temos uma previsão de fazer um mesmo mutirão no próximo dia 11, também de hérnia e vesícula que são os mais aguardados”, destacou o presidente da Fundhacre, João Paulo Silva.

Ainda segundo o presidente, há paciente aguardando uma cirurgia desde 2016. O mutirão vai mobilizar 35 profissionais da Saúde, entre apoio técnico, assistencial, médicos e outros. Conforme Silva, a ideia é retomar com os mutirões de cirurgias novamente.

“É para ter uma vazão maior. A Fundhacre tem oito salas de cirurgias, só que dessas só funcionam seis estamos ativando as outras duas salas. Em 45 dias estaremos com oito salas em pleno funcionamento”, contou.

Também estão entre os procedimentos aguardados: procedimentos com ginecologistas, cirurgias gerais, otorrinolaringologista entre outras. “Cirurgia eletiva sempre foi um problema, o ambulatório gera essa demanda todos os dias. Com a pandemia se fez um acréscimo muito grande e estamos tentando até o final do ano fazer o maior número de cirurgia possível”, concluiu.

Image
Image

logo news2