..::data e hora::.. 00:00:00

Polícia

Três dos quatro acusados de matar e queimar motorista de aplicativo no AC são absolvidos

Uma mulher acusada foi absolvida do crime de homicídio e condenada pela ocultação/destruição de cadáver, mas pena foi substituída por prestação de serviços à comunidade. Réu que confessou foi condenado a 16 anos em regime inicial fechado

Após quase 10 horas de júri, três dos quatro acusados de matar e queimar o corpo do motorista da Uber Arthur da Silva Melo, de 26 anos, foram absolvidos. O julgamento ocorreu nessa quinta-feira (18) na 1ª Vara do Tribunal do Júri, em Rio Branco, após ser adiado por duas vezes.

A vítima foi encontrada carbonizada dentro do carro na Estrada do Quixadá, em Rio Branco, em abril de 2018.

Entre os réus estavam Sávio Jó Lima, Sidney da Silva, Iara Soares Mendes e Kennedy dos Santos. Conforme a Justiça, além dos quatro réus, três testemunhas foram ouvidas no júri. Os quatro acusados estavam respondendo ao processo em liberdade.

Segundo a Justiça, Sávio Lima, que confessou o crime, foi condenado a 16 anos em regime inicial fechado pelos crimes de homicídio e ocultação/destruição de cadáver. Já Sidney da Silva foi absolvido dos dois crimes.

Iara Soares foi absolvida do crime de homicídio e condenada a 1 ano e 4 meses pelo crime de ocultação/destruição de cadáver, no entanto a pena foi substituída pela prestação de serviços à comunidade. O réu Kennedy dos Santos, que tinha sido denunciado apenas pela ocultação/destruição de cadáver, foi absolvido do crime.

Image
Image

banner mk xl

logo news2