..::data e hora::.. 00:00:00

Polícia

Fiscalização do policiamento municipal termina em confusão no Centro de Rio Branco

Ação ocorreu na manhã desta quarta-feira (31), quando policiais teriam passado para fazer fiscalização e um dos ambulantes teria corrido e o PM teria sacado a arma

Uma fiscalização do Policiamento Municipal de Rio Branco terminou em confusão, na manhã desta quarta-feira (31), durante fiscalização a ambulantes que trabalham de forma irregular, na região da Benjamim Constant, quando os agentes faziam o famoso ‘rapa’.

Uma equipe da Rede Amazônica estava no local e fez imagens da confusão generalizada. Ninguém aceitou gravar entrevista, mas informaram que um desses ambulantes correu no momento em que a fiscalização passava pelo local.

Quando o ambulante correu, um dos policiais teria sacado a arma e os outros trabalhadores teriam investido contra os policiais ao afirmar que o comerciante não era bandido.

O diretor interino de Fiscalização da prefeitura, Ilton Cezar, disse que informações mais detalhadas devem ser repassadas em uma nota, mas adiantou que não teve truculência por parte da fiscalização e que a ação era necessária.

“Os ambulantes que estavam lá, alguns possuem espaço no shopping e estamos congelando para que não aumente a quantidade, e se torne uma situação de desorganização. Estava sendo feito esse controle e uma das pessoas se exaltou um pouco e acabou criando a confusão, já que ela não poderia ficar lá”, resumiu.

O G1 tentou contato com o representante do Sindicato dos Camelôs, mas não obteve resposta até a última atualização desta reportagem.

Muitos ambulantes que atuam no local, foram levados para o Aquiri Shopping, inaugurado e aberto ao público no dia 30 de dezembro. Pelo menos 480 camelôs que trabalhavam no Calçadão da Benjamin Constant foram transferidos para o local. Porém, alguns trabalhadores continuam de forma irregular atuando no local, que leva a fiscalização do município.

Image
Image

logo news2