..::data e hora::.. 00:00:00

Polícia

Família do AC segue sem notícias de mulher que viajou com o marido há mais de 8 meses: ‘angustiante’

Família acredita que companheiro levou a mulher à força e quer se reunir para fazer busca por conta própria

Após mais de 8 meses, a família da jovem Ana Lúcia Souza da Silva, de 25 anos, segue sem informações do paradeiro dela que está sem entrar em contato há mais de 8 meses. A mulher saiu da cidade de Xapuri com o marido e os filhos sem informar para onde ia e depois disso os familiares perderam o contato com ela.

“Ainda não tivemos notícia de nada. Segue tudo do mesmo jeito e não tivemos nenhuma resposta. A gente está esperando todo mundo receber e vamos tirar duas pessoas [da família] para ir a onde ela foi vista a última vez, na Nova Califórnia, em Rondônia. A última vez que ela foi vista, foi lá”, contou a irmã, Valdirene de Souza Azevedo.

Sem nenhuma informação sobre o que pode ter acontecido com ela, familiares procuraram a Polícia Civil da cidade do interior do Acre para pedir ajuda e investigação sobre o paradeiro dela. O delegado Gustavo Neves foi quem recebeu o caso. O G1 não conseguiu contato com o delegado neste domingo (6).

Sem ter informações do paradeiro da irmã diz que é desesperador. E afirma acreditar que o assalto que a família foi vítima pode ter sido simulado.

“Perturbador, é irmã, filha, sobrinha. Não sei encontrar uma palavra que consiga descrever, é angustiante ficar sem saber se ela está viva ou não, porque é uma possibilidade que a gente não pode descartar, tendo o monstro que ela tem como marido. Ele levou ela à força porque o pouco que conheço da minha irmã, ela não iria”, contou.

Entenda o caso

Valdirene contou que Ana Lúcia é casada e tem três filhos, mas que vive em um relacionamento abusivo, sofre violência doméstica e que, inclusive, tentou se separar do companheiro, mas acabou voltando após ele fazer ameaças.

“Eles moravam na zona rural de Xapuri e de tanto ele ameaçar ela, ficou com medo e veio embora para a cidade para morar em frente à casa da nossa mãe. Ela veio trazendo uma filha e ele ficou com os outros dois. Daí, passou dois meses aqui na cidade e do nada ele começou a inventar uma história de que se ela não voltasse para ele, o pessoal da facção ia matar ele e que estavam ameaçando os filhos dela. Então, ela foi de volta”, contou a irmã.

Ainda segundo Valdirene, quando Ana Lúcia chegou na casa onde vivia com o marido, eles foram surpreendidos por dois homens que teriam roubado os celulares e mandado que eles fossem embora daquele lugar. A família acredita que o assalto foi simulado pelo marido dela para que deixassem a cidade.

“Eles pegaram as roupas deles e foram embora. A última notícia que tivemos dela, ela estava há nove dias em Nova Califórnia, mas ela disse que não podia falar onde era porque ele não deixava. Tentamos ligar de novo para o número, mas não dava mais, dizia que não existe. Isso já tem sete meses e a gente sem notícias dela.”

Em maio, o delegado informou que assim que recebeu informação por parte da família, pediu apoio de policiais de Rondônia para tentar localizar a jovem. Mas, ainda não tinha recebido nenhuma informação até aquela data.

“Nós recebemos esse caso, inclusive segundo informações da família, ela estaria em Rondônia. Eu pessoalmente entrei em contato com policiais de Nova Califórnia e Extrema e eles estão monitorando lá, mas por enquanto não tem notícia ainda. Hoje, a irmã vai na delegacia para a gente conversar e saber se tem mais alguma coisa”, afirmou o delegado na época.

Image
Image

logo news2