..::data e hora::.. 00:00:00

Polícia

Em operação contra facções criminosas, polícia cumpre 71 mandados judiciais no Acre

Operação ‘Partum’ foi deflagrada nesta terça-feira (6) pelas polícias Federal, Civil e Militar. Entre os mandados cumpridos em Rio Branco e mais três cidades do interior do estado estão 15 de busca e apreensão e 56 de prisão preventiva contra integrantes de facção criminosa

A Força Integrada de Combate ao Crime Organizado (FICCO) deflagrou nesta terça-feira (6) a operação “Partum”. Os alvos da operação são integrantes de facções criminosas que atuam com tráfico de drogas e crimes violentos e que operam dentro e fora do sistema prisional do Acre.

Ao todo foram cumpridas ordens judiciais expedidas pela Vara de Delitos de Organizações Criminosas, sendo 15 de busca e apreensão domiciliar e 56 de prisão preventiva contra integrantes da organização criminosa investigada. A ação foi feita pelas polícias Federal, Civil e Militar.

Os mandados foram cumpridos nas cidades de Rio Branco, Cruzeiro do Sul, Brasileia e Sena Madureira. Segundo a polícia, durante as buscas duas armas de fogo foram apreendidas. Uma coletiva está marcada para esta terça para a polícia repassar mais informações sobre a operação.

policia federal 002 webOperação ‘Partum’ foi deflagrada nesta terça-feira (6) pelas polícias Federal, Civil e Militar — Fotos: Arquivo/PF-AC

As investigações tiveram início em 2019 no município de Cruzeiro do Sul, no interior do Acre, após a prisão em flagrante de um dos integrantes da facção pelos crimes de tráfico de drogas e organização criminosa e contou com o apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Acre.

Ainda segundo a polícia, na operação deflagrada nesta terça foram cumpridos mandados de prisão preventiva contra três dos principais chefes da facção criminosa em atuação no estado do Acre.

A ação faz parte da estratégia em combater esse tipo de crime no estado através do trabalho conjunto entre as forças de segurança pública e Justiça criminal. Conforme a polícia, a prisão de membros considerados chefes, a descapitalização das organizações criminosas e a cooperação jurídica internacional baseiam a atuação da força integrada no enfrentamento ao tráfico de drogas, armas e às facções.

policia civil 001 webMandados foram cumpridos em Rio Branco e mais três cidades do interior do estado — Foto: Arquivo/PC-AC

A operação foi chamada de “Partum” - que no latim significa criativo - em alusão à criação de diversos e inusitados apelidos atribuídos a alguns dos integrantes da facção presos na ação policial, com o objetivo de tentar atrapalhar as investigações. A polícia informou que alguns dos alvos eram chamados de: Ceifador da Morte, Filho da Rebeldia, Magrão do Trem Louco e Cavalo Forte.

A polícia ressaltou que, por conta da pandemia, foram cumpridas todas as medidas em observância às orientações da Anvisa, com o uso de equipamentos de proteção individual para resguardar a saúde dos policiais e dos investigados.

Image
Image

logo news2