..::data e hora::.. 00:00:00

Polícia

Avô suspeito de abusar da neta de 8 anos no quintal de casa tem prisão preventiva decretada no Acre

Criança teria sido atraída pelo avô para o quintal de casa quando sofreu abuso em Brasileia, interior do Acre. Defesa diz que cliente nega as acusações

A Justiça do Acre negou um pedido de revogação de prisão de um avô suspeito de abusar da neta de 8 anos e manteve ele preso preventivamente. A menina teria sofrido o abuso em agosto desse ano em Brasileia, interior do Acre, quando foi atraída pelo suspeito para tirar banana no quintal de casa.

A vítima relatou que o avô tirou as roupas e deitou sobre ela. Exames realizados na vítima mostraram que não houve conjunção carnal, contudo, foi achado esperma em cima do papelão e o homem foi preso por estupro de vulnerável.

A defesa do suspeito diz que ele nega as acusações. Com isso, o advogado Francisco Valadares Neto pediu que o cliente respondesse ao processo em liberdade porque tem trabalho e residência fixos. O homem agora aguarda passar por uma audiência.

“Ele continua preso e o processo aguarda uma audiência. Fiz um pedido de revogação de prisão, mas foi indeferido e aguardamos a audiência. Ele nega as acusações, já temos uma defesa prévia dele e agora é aguarda a audiência e ouvir as testemunhas”, acrescentou.

Na avaliação do pedido de revogação de prisão, o juiz Clovis Lodi destacou que há provas suficientes no inquérito policial, incluindo depoimento da vítima e testemunhas, que comprovam o crime.

“Diante dos fatos até então expostos, é conclusivo a existência de justa causa para apontá-lo como suposto autor do crime de estupro de vulnerável, tendo agido de forma livre e consciente. Ademais, pois como sabido, crimes hediondos causam abalo a ordem pública”, argumentou o magistrado.

Image
Image

banner mk xl

logo news2