..::data e hora::.. 00:00:00

Jamaxi

Stop

O Diário Oficial do Estado de hoje, 09, trouxe a notificação do cancelamento da arrematação da área, por R$ 25,8 milhões, da Zona de Processamento do Estado (ZPE). A empresa China Haiyng do Brasil que acertou o negócio com o governo do Acre deixou de pagar a primeira parcela de R$ 1.290.000,00, suscitando a suspensão do acordo.

Controvérsias 

A participação da empresa Haiyng do Brasil na aquisição da ZPE desde o início foi envolta em controvérsias. No início de abril, quando a venda do empreendimento, que fica localizado no município de Senador Guiomard, foi anunciada, divulgou-se que a empresa compradora fazia parte de um grupo empresarial chinês. Foi-se vê no CNPJ da firma, a empesa está instalada na Rua Marechal Deodoro, em Rio Branco, com uma filial em Porto Velho (RO).

Origem 

A China Haiyng do Brasil foi criada em maio do ano passado, tendo como principal atividade o despacho aduaneiro. Essa empresa, tem social declarado é de R$ 5 milhões. Fez proposta para aquisição da ZPE ofertando R$ 25 milhões. A ZPE tem uma área de 130 hectares e possui diversas edificações concebidas para o comércio de produtos exportáveis. 

Digitais 

Oficialmente, a China Haiyng tem entre os seus sócios o ex-auxiliar administrativo de uma empresa de eletrônicos na Zona Franca de Manaus, de nome Eric Chhai. No Acre, a empresa tem como representante o contador José Mauricio Prado.

Alvíssaras 

O prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom, anunciou na manhã de ontem,  terça-feira,8, a antecipação de 50% (cinquenta porcento) do 13º Salário de 2021 aos servidores municipais. 

De acordo com o prefeito, apesar de o pagamento do benefício estar previsto para o mês de dezembro a gestão decidiu antecipar para o dia 25 deste mês de junho, como parte da política de valorização do servidor adotada pela atual administração do município.

Motivos adicionais 

Bocalom informou, ainda, que também foram levados em consideração, para a adoção da medida, os efeitos causados pela pandemia do coronavirus, que afetou diretamente os trabalhadores e a economia local.

Números 

Segundo o prefeito, além dos cerca de R$ 28 milhões que serão pagos com os salários dos servidores municipais, outros R$ 14 milhões correspondentes à metade do 13º Salário dos trabalhadores serão injetados na economia do município, totalizando R$ 42 milhões.

Leitura 

“Não tenho dúvida nenhuma de que esses recursos vão fomentar muito o mercado local e vão também solucionar um pouco do problema sério da economia que estamos atravessando em função da pandemia do coronavírus, a história do fique em casa. Evidentemente, que muitos dos funcionários têm parentes que perderam seus empregos e essa antecipação vem em boa hora”, diz Bocalom. 


Imagem2

Consequências 

Reportagem publicada pelo jornal O Globo de hoje, 09, mostra que a subordinação do presidente Jair Bolsonaro aos interesses da extrema-direita estadunidense, que o levou a atacar a China de maneira recorrente, causou danos irreparáveis ao Brasil. 

Efeitos colaterais 

Além de agredir o maior parceiro comercial do Brasil, a atuação de Bolsonaro retardou e colocou em risco a continuidade da oferta de vacinas ao Brasil, levando o Brasil a registrar quase 500 mil mortes por covid-19. 

Dados oficiais 

“Quinze dias após o presidente Jair Bolsonaro fazer novos ataques à China, em maio deste ano, a farmacêutica SinoVac cobrou uma mudança de posicionamento do governo para garantir o envio de insumos ao Instituto Butantan para a produção da vacina CoronaVac. A informação consta em documento sigiloso do Itamaraty enviado à CPI da Covid”, aponta a reportagem. 

Inteiro teor 

“O ofício reproduz uma carta enviada pela Embaixada do Brasil em Pequim ao Ministério das Relações Exteriores (MRE) com o relato de uma reunião ocorrida em 19 de maio na capital chinesa entre diplomatas e representantes brasileiros com o presidente da SinoVac, Weidong Yan.”

Questão de lógica

O executivo do Itamarati brasileiro em terras chinesas, segundo o relato oficial, pediu uma mudança no posicionamento político do Brasil para que houvesse uma relação “mais fluida” entre os países e “fez questão de ressaltar a importância do apoio político para a realização das exportações, e mesmo a possibilidade de tratamento preferencial a determinados países”, relatam ainda as jornalistas. O material desmonta a tese de que as falas preconceituosas de Bolsonaro não tiveram impacto nas negociações com a China.

Casa nova 

Com novo cenário político no campo da esquerda, tendo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de volta à cena, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), está de malas prontas para desembarcar no PSB, legenda pela qual deve se candidatar ao Senado.

Estratégia 

A data do anúncio estava marcada para ocorrer no fim de maio. Dino, no entanto, pediu um pouco mais de mais tempo aos socialistas, com o objetivo de tentar levar mais nomes do PCdoB para o PSB e ainda esgotar a possibilidade de uma possível fusão partidária, com a criação de uma legenda.

Fusão 

Até o nome para o futuro partido já havia sido pensado: seria apenas Socialista. Essa possibilidade, no entanto, é considerada remota pelos integrantes do PSB, que não pretendem abandonar a marca.

Cenário 

Antes da volta de Lula, Dino era o nome do PCdoB para a corrida ao Planalto. Ao mesmo tempo, ele também admitia compor a coligação para eleger Lula caso essa possibilidade se colocasse.

Pole position 

André Mendonça, ex-ministro da Justiça, atual Advogado-Geral da União, terrivelmente evangélico e fidelíssimo serviçal do presidente Jair Bolsonaro, continua sendo pule de 10 para ocupar a vaga que se abrirá no Supremo Tribunal Federal, em julho, com a aposentadoria compulsória do ministro Marco Aurélio Mello. 

Compasso de espera 

Mas ele já foi avisado, bem como ministros do Supremo, que por uma especial gentileza de Bolsonaro, a nomeação só será anunciada em agosto para não melindrar Mello nem seus pares. Alguns ministros do Supremo já sabiam que seria assim antes de Luiz Fux, presidente do Supremo, conversar a respeito com Bolsonaro.

Image
Image

logo news2