..::data e hora::.. 00:00:00

Jamaxi

Sinal de vida 

A assessoria jurídica do governador Gladson Cameli (PP), decorridos quase vinte dias após a realização da operação Ptolomeu, que envolve o mandatário e assessores, lançando-os no olho do furacão, ontem, 03, saiu do silêncio sepulcral e veio à público lançando nota onde tece considerações sobre o envolvimento de Gladson no caso. 

Pastel de vento 

Sobre as citações que envolvem o governador, a banca faz digressão considerando que “A investigação é um emaranhado de assuntos desconexos”. Aduz que “De um lado, tentam, em vão, criar um vínculo espúrio entre o governador e contratações lícitas realizadas pelo Estado. 

De outro lado, esmeram-se em levantar suspeitas sobre as finanças do governador”. 

Marola

“Apenas suspeitas são lançadas, nenhuma imputação de crime é realizada. São apenas ilações desconexas que, com o devido respeito, não poderiam justificar a realização de medidas invasivas como a busca e apreensão e o bloqueio de bens”. 

Defesa sustentável 

Adiante: “Todas as suas movimentações financeiras são lícitas e o seu patrimônio tem origem conhecida, seja no âmbito privado, seja na renda auferida em razão das funções públicas ocupadas”. 

Remédio jurídico 

Por fim: “Em razão disso, a defesa do Governador Gladson Cameli irá apresentar o recurso cabível e confia que a decisão será objeto de revisão. Apesar de discordar veementemente do que consta na investigação, a defesa vem expressar que confia plenamente no Poder Judiciário e nas instituições republicanas”.

Boas notícias 

A deputada federal Mara Rocha foi ao facebook anunciar a recuperação progressiva da saúde do irmão, o vice-governador Wherles Rocha (PSL), após intervenção cirurgia reparadora realizada em uma unidade de saúde da capital paulista. A previsão é que até o final da primeira quinzena de janeiro o vice-governador esteja retornando para o convívio dos acreanos.

Ação divina

“Deus já fez tantos milagres em nossas vidas e sempre mostra seu imenso amor por nós.  Muitos queridos passaram pelo Vale da Morte, mas Deus ouviu o nosso clamor e as muitas orações e deu nova oportunidade. Obrigada a todos que oraram pedindo pela vida do meu irmão Wherles.  As orações chegaram ao nosso Deus e foram atendidas, nos livrando da angústia e nos dando vitória sobre a morte. Um grande milagre!”. 


Imagem2

Grande angular 

Diante do sucesso da decoração do Natal de Vida, Esperança e Dignidade, realizado pelo prefeito Tião Bocalom (PP), a Diretoria de Comunicação da Prefeitura, sob o comando do jornalista Ailton Oliveira, viu a possibilidade de fazer um concurso para premiar as melhores fotos registradas pela população no ambiente natalino.

Regras 

Diante da idéia, ficou estabelecido os seguintes critérios: as melhores fotos em primeiro, segundo e terceiro serão contempladas R$1.000,00 o 1º lugar; R$ R$    500,00 o 2º e R$ 300,00 o 3º. Um prêmio extra de R$ 500 reais para a foto mais curtida no Instagram da prefeitura. Haverá uma comissão julgadora para avaliar as três fotos a serem premiadas e a população vai se encarregar de escolher a que achou mais bonita. 

Participação 

As fotos para o primeiro, segundo e terceiro lugares devem ser encaminhadas para o e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. com a devida autorização de uso de imagem. A fotografia que participar pelas curtidas, deverá ser postada com @prefriobranco e será colocada no feed para receber as curtidas. 


Imagem3

Estaleiro 

O filho mais velho de Jair Bolsonaro (PL), o senador Flávio Bolsonaro (PL), disse nesta terça-feira que o chefe do Executivo pode ter alta médica “a qualquer momento”. Internado no hospital Vila Nova Star, em São Paulo, desde a madrugada da segunda-feira, o presidente se recupera de obstrução intestinal.

Resquícios 

Flávio disse ainda que o pai não precisará de intervenção cirúrgica, reforçando a informação médica divulgada na manhã de hoje, 04/01. “A tendência é de que os próximos passos sejam, como aconteceu outras vezes, que ele tire a sonda nasogástrica, tire o acúmulo de líquido. Normalizando o funcionamento do intestino para que ele consiga ter alta”, disse o senador. 

Segundo Flávio Bolsonaro, seu pai pode ter sequelas para a vida inteira em decorrência da facada que recebeu em 2018.

Pulando n’água 

Um dos nomes escalados por Jair Bolsonaro para coordenar as ações do governo contra os efeitos das chuvas que devastaram os estados da Bahia, Minas Gerais e Goiás nas últimas semanas, o ministro Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional) vai tirar férias durante quase todo o mês de janeiro.

De pernas pro ar

Segundo despacho da Presidência da República publicado no Diário Oficial da União desta terça-feira (4/12), Marinho entrará de férias a partir desta quarta-feira (5/1). Ele ficará ausente por 28 dias, até 3 fevereiro, período em que as atividades políticas em Brasília ficam mais paradas.

Explicações 

Interlocutores do ministro argumentam que as férias não prejudicarão as ações do ministério para lidar com as consequências das chuvas. Dizem que o número 2 da pasta seguirá trabalhando e que toda a estrutura da Secretaria Nacional da Defesa Civil, vinculada ao ministério, continuará mobilizada. Enquanto isso, como diz a modinha, a chuva cai lá fora!

A voz do povo 

A consulta pública realizada pelo Ministério da Saúde apontou que a maioria das pessoas foi contrária à prescrição médica no ato da vacina. Cerca de 100 mil pessoas se manifestaram até o dia 2 de janeiro. A informação foi dada por Rosana Leite de Melo, secretária extraordinária de Enfrentamento à Covid-19 do Ministério da Saúde, em audiência pública nesta terça-feira (4). 

Simples assim!

Agora, a intenção da pasta é recomendar que crianças de 5 a 11 anos sejam vacinadas contra a Covid-19, desde que mediante a apresentação de prescrição médica e consentimento dos pais. O documento final será divulgado nesta quarta-feira (5).

Burocracia desnecessária 

Entidades que falaram sobre o assunto na audiência pública desta terça também foram contrárias a prescrição médica. Entre elas estão Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde), Conasems (Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde), CFM (Conselho Federal de Medicina) e SBI (Sociedade Brasileira de Infectologia).

Suporte 

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse nesta segunda-feira (3) que os pais terão vacina caso queiram vacinar os filhos. Reforçou ainda que haverá dose suficiente para isso. 

Image
Image

banner mk xl

logo news2