..::data e hora::.. 00:00:00

Geral

De mãos dadas com o produtor rural, Estado garante estrutura para beneficiamento de grãos no Juruá

De mãos dadas com o produtor rural, Estado garante estrutura para beneficiamento de grãos no Juruá

Com os pés fixados no chão e olhos a apreciarem cada palmo de sua propriedade, seu João de Lima Sena, 62 anos e pai de oito filhos, definiu a sua relação harmoniosa com a natureza: “Desde menino, meus “veinhos” [pais] me ensinaram como cuidar da terra. Trago esse conhecimento para a vida, pois é daqui [mostra o agricultor o punhado de chão] que tiro o sustento da minha família, que criei meus meninos e consigo realizar nossos sonhos”.

graos 001Com ajuda das terras de sua propriedade, seu João criou os filhos e realiza os sonhos da família. Foto: Marcos Santos/Secom

Sua propriedade está localizada no Ramal do Romeu, às margens do Bairro São José, em Cruzeiro do Sul. Foi de lá que, em 2023, o agricultor colheu 81 sacas de arroz, totalizando quatro toneladas do grão. O trabalho é feito de forma manual, com o uso da força braçal e da enxada, uma ferramenta muito utilizada na região. “Após a colheita, a gente torra o arroz e espera chegar a estiagem para levar o produto para ser beneficiado”, explica seu João.

graos 002Seu João colheu mais de 80 toneladas de arroz de sua propriedade em 2023. Foto: Marcos Santos/Secom

Na fase do beneficiamento, que é essencial para garantir a qualidade do grão, seu João conta com o apoio do governo do Estado, que, por meio da Companhia de Armazéns Gerais e Entrepostos do Acre (Cageacre), assegura a estrutura que retira a casca e o farelo do arroz, deixando-o apropriado para a comercialização e, consequentemente, para o consumo. “Há muito tempo a Cageacre tem me ajudado. Em outros locais, os gastos com o beneficiamento são grandes e não compensa para nós produtores. A ajuda do governo faz com que o meu produto seja beneficiado com rapidez e em grande quantidade”, informa.

graos 003Na fase de beneficiamento do arroz de seu João, o Estado tem sido o grande parceiro do produtor. Foto: Marcos Santos/Secom

Seu João celebra a parceria, a safra e o sucesso das vendas, proferindo: “Como diz a Bíblia: ‘Aquele que leva a preciosa semente, andando e chorando, voltará, sem dúvida, com alegria, trazendo consigo os seus molhos’”.

40 produtores do Juruá assistidos: Cageacre colabora com a geração de riqueza à agricultura familiar da região

Criada pela Lei n° 564, de 26 de setembro de 1975, e com sede no Bairro Aeroporto Velho, região urbana da segunda maior cidade dos acreanos, a Cageacre atua com maquinários para secagem e beneficiamento de grãos de arroz e milho. O local também é cedido pelo Estado para armazenamento dos produtos.

graos 004Unidade foi fundada em setembro de 1975. Foto: Diego Silva/Secom

Ao todo, 40 produtores do Vale do Juruá e de municípios do Amazonas, que ficam localizados na região de fronteira, são assistidos pela companhia. Com capacidade de armazenar até três mil toneladas dos grãos, a unidade realiza a secagem de dez toneladas dos itens diariamente.

graos 005Cageacre de Cruzeiro do Sul: unidade com capacidade de armazenar até 3 mil toneladas dos grãos. Foto: Marcos Santos/Secom

Gleice Costa, gerente administrativa local da Cageacre, destaca que o compromisso da gestão estadual tem gerado bons frutos, em especial, o crescimento da produção. “A Cageacre de Cruzeiro do Sul tem a possibilidade de ampliar o quantitativo de produtores atendidos, e os esforços da gestão e da equipe local têm ajudado a melhorar os serviços, resultando no aumento da produção diariamente. É um trabalho voltado para ‘andar de mãos dadas com o produtor rural’, que vem gerando riqueza e desenvolvimento ao Acre”, pontuou.

Capacidade de armazenamento da safra é elevada em 25%

Recentemente, o governo do Acre celebrou um marco para o setor na região do Juruá. Em janeiro deste ano, quando comparado ao mesmo período de 2023, a Cageacre registrou um aumento de 25% na operacionalização do armazém, com beneficiamento e secagem do arroz que é produzido na região.

graos 006Cageacre ampliou a capacidade de armazenamento em 25% em Cruzeiro do Sul. Foto: Marcos Santos/Secom

Foram atendidos 20 produtores do Paraná dos Mouras, do Projeto Taquari, da Comunidade Santa Rosa e da São Pedro, além do Ramal 3 e agricultores de Mâncio Lima e Rodrigues Alves, que são cidades vizinhas a Cruzeiro do Sul.

“Nosso foco é a valorização do serviço do produtor e do seu produto. Com isso, nossa meta é ampliar cada vez mais o volume produzido pelas unidades da Cageacre e, dessa forma, gerar mais oportunidades aos acreanos, por meio do agronegócio”, ratifica o presidente estadual da Cageacre, Pádua Vasconcelos.

graos 007Uma das apostas do governo acreano é fomentar o agronegócio, gerando oportunidades e riqueza aos acreanos. Foto: Diego Silva/Secom

Fomentar o agronegócio é uma das apostas da gestão Gladson Cameli para gerar oportunidades e transformar o Acre em terra próspera. A medida passa pela reestruturação das unidades armazenadoras da Cageacre e pelo trabalho de divulgação dos seus serviços.

graos 009Etapa de beneficiamento do arroz na Cageacre: política do governo do Estado estimula produtores locais. Foto: Marcos Santos/Secom

Ao todo, são dez unidades armazenadoras em todo o estado. “O agronegócio desponta como saída viável para o crescimento da economia acreana, e estamos à disposição para estender a mão aos que almejam produzir no estado, gerando emprego, renda e riqueza”, destaca Vasconcelos.

banner mk xl