..::data e hora::.. 00:00:00

Geral

Autônoma tenta reconstruir casa destruída por incêndio no Acre: ‘fiquei com a roupa do corpo’

Autônoma tenta reconstruir casa destruída por incêndio no Acre: ‘fiquei com a roupa do corpo’

Orlanja Diogo, de 53 anos, viu tudo que construiu ao longo da vida virar cinzas em questão de minutos na última sexta-feira (10), em Xapuri. Família faz campanha para arrecadar recursos

A autônoma Orlanja Diogo, de 53 anos, viu tudo que construiu ao longo da vida virar cinzas em questão de minutos na última sexta-feira (10). A casa e os móveis dela pegaram fogo enquanto ela e a família jantavam com amigos. A residência era de madeira e alvenaria e ficava no bairro Hermínio de Melo, em Xapuri, interior do Acre.

Os vizinhos perceberam as chamas e acionaram o Corpo de Bombeiros do Acre. Duas viaturas foram enviadas para o local, contudo, o fogo se alastrou rapidamente e consumiu tudo.

“Estava na casa de um amigo com minha filha e meu marido. Ligaram para minha filha dizendo que minha casa estava pegando fogo. Minha filha gritou, saiu correndo e saí atrás. Minha casa ficava bem perto de onde estávamos e quando viramos a esquina vimos o fogaréu. Me desesperei tanto que desmaiei”, relembrou.

Quando acordou, Orlanja estava na casa da irmã com uma das pernas machucadas. Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) socorreu a autônoma, que é hipertensa, e equipes da Polícia Militar isolaram a área enquanto os bombeiros tentavam controlar as chamas para não atingirem outras residências.

“Nem acredito que isso aconteceu com minha casa. Criei meus filhos sozinha, construí essa casa com muito sacrifício, trabalhando muito, carregando madeira do roçado. Construí com muito amor e carinho, em questão de minutos tudo se foi. É muito difícil”, lamentou.

Vaquinha

Orlanja, a filha, de 28 anos, e o marido estão abrigados na casa de outra filha dela. Um sobrinho iniciou uma campanha para arrecadar recursos e ajudar a autônoma a recuperar o que perdeu. Até este domingo (12), foram arrecadados quase R$ 5 mil.

“Até então estou na casa da minha filha, minha prioridade é construir minha casa e depois vou comprando as coisas quando der”, comentou.

Ela acredita que um curto-circuito pode ter sido a causa do incêndio. “A perícia disse que vem aqui, mas creio que um fio pegou fogo e causou o incêndio. Um vizinho ia passando e tirou minha moto e do meu marido ainda. Agora estou na casa de um e de outro. Meus irmãos moram aqui perto, mas quero alugar uma casa”, concluiu.

banner mk xl