..::data e hora::.. 00:00:00

Artigos

Por que investir no Acre? 

Mesmo com todos os percalços, o Fórum Empresarial de Inovação e Desenvolvimento do Acre não parou suas atividades e, em dezembro de 2020, concluímos o trabalho que vem sendo construído desde 2018, a definição de caminhos estratégicos para atingir o maior objetivo de todos que vivem neste estado, resultando na publicação denominada “Rotas do Desenvolvimento 2020”.  Esse mapa, por assim dizer, é um divisor de águas e uma importante fonte que reúne propostas e iniciativas a serem implementadas pelos diferentes setores econômicos do Acre a fim de se chegar com uma robusta bagagem ao destino final. 

Com a conclusão das rotas, o próximo passo será implementá-las, criando um ambiente fortemente favorável para novos investimentos e negócios nos cinco setores da economia abrangidos, a saber: tecnologia e inovação; agronegócio; turismo; construção civil; e economia criativa. Dessa forma, o Fórum passa a ser um grande aliado com informações precisas, e o melhor: está ao alcance de todos. Agora, mais do que em qualquer outra ocasião, é a hora de se investir ainda mais em estudos e estratégias para superar a atual crise instaurada em todo o mundo. Mesmo não sendo exclusividade nossa, o atual cenário evidenciou ainda mais a urgência de se unir forças e intelectos para acelerar esta caminhada. 

Temos no estado uma potencialidade fora do comum para produzir, onde clima e solo colaboram para que, parafraseando Pero Vaz de Caminha, em se plantando, tudo dê. Somos zona livre de febre aftosa sem vacinação. Estamos trabalhando na revisão e formação de preços específico para o setor da construção civil local nas tabelas regionais Sicro e Sinapi. Estamos empenhados em conquistar incentivos aos investimentos na área habitacional. Temos um mercado totalmente inexplorado e muito rico no setor de turismo – sim, o Acre existe e nós, mesmos, nativos, precisamos conhecer nossas belezas naturais e exóticas. 

Ainda nesta seara, somos conhecidos pela excepcional hospitalidade e culinária diversificada, afinal fomos colonizados por um pouco de cada povo – de outros estados brasileiros e diversos países. Somos um mercado completamente moldável para formação e consolidação de negócios criativos, com potencial para desenvolvimento e implementação de um projeto de parque tecnológico. Capital intelectual nós temos. Faltam incentivos, faltam propostas, falta um pouco mais de boa vontade para derrubar burocracias. 

Mas não podemos nem iremos retroceder. Equipes comprometidas com suas respectivas áreas de atuação se esforçam, geram relatórios, dados, conhecimento. Nada disso deve ser adiado ou perdido. Ao contrário, por mais paradoxal que se possa parecer, é neste momento que a maioria destas propostas precisa de todo apoio para sair do papel, ganhar força, e serem efetivadas o mais rápido possível como soluções viáveis. O horizonte que queremos parece incerto, é verdade, mas depende de nós vislumbrá-lo em um tempo chamado futuro do presente. 


*José Adriano é presidente do Fórum Empresarial de Inovação e Desenvolvimento do Acre e da Federação das Indústrias do Estado do Acre

Image
Image

logo news2